top of page

Estratégia para desenvolvimento de bettas com genética superior: o desafio dos criadores


Nossa proposta para desenvolver bettas com genética superior


Consideramos este conteúdo nosso guia. É e sempre será a fonte a partir da qual desenvolvemos novas ideias de conteúdo e aprofundamos nossa abordagem ao mundo dos bettas.


Nossa estratégia de reprodução com bettas genéticos superiores esclarece os diferentes estágios pelos quais passa o criador de betta, do iniciante ao avançado – aquele que exibe seus bettas em shows de betta próprios.


Talvez você esteja se perguntando: “o que são bettas genéticos superiores?”.


Ao longo deste artigo iremos explorar extensivamente este conceito, e verá que faz todo o sentido.


Vitor Calil Chevitarese é engenheiro de profissão e seu hobby é a criação seletiva de bettas desde 1965. Como o nome já diz, é a criação de animais com foco no melhoramento. Juntamente com Guilherme Fenselau David, fundamos o Betta Project em 2010, e neste artigo contaremos mais sobre essa ideia.



O mundo dos bettas hoje


O betta, por ser um peixe ornamental, tem, na reprodução seletiva, como principal objetivo o desenvolvimento de ninhadas com maior qualidade genética, gerando bettas belos, saudáveis e replicáveis.


Porém, o que vem acontecendo nesses 60 anos de trato com bettas é a falta de informação por parte dos criadores sobre como selecionar matrizes (ou reprodutores) desse magnífico peixe ornamental. Os criadores estão se dedicando à criação de bettas para fins lucrativos ou de hobby.


É importante deixarmos claro que sempre existiram criadores preocupados com a qualidade genética de seu trabalho. No entanto, esse número ainda é muito pequeno em comparação com outros criadores. Não se engane, isso não é apenas no Brasil, EUA ou qualquer outro país ou região, mas no mundo todo!


O papel da criação seletiva


Como poderíamos juntos melhorar o plantel de bettas? Aqui uma breve história introdutória. Veja se você se identifica!


O aquarista começa ganhando um betta.

Dias depois, o peixe morre.

Então ele adquire outro, que sobrevive por semanas, senão meses.

E agora, qual é o desejo?

Aqui os aquaristas se dividem: alguns querem manter o betta como animal de estimação, e outros querem ir além: saber como reproduzir o betta para gerar novos exemplares.

Ele então decide comprar uma fêmea para reproduzi-los.

Mas falha.

Colocou o casal em um aquário e eles não acasalam, há brigas e até mortes.

Ou não brigam, mas o macho não faz ninho (cada um de um lado) - que decepção!

Superadas essas fases, o macho acasalava, mas comia os ovos.

Por fim, os filhotes nasceram, mas ele se esqueceu de produzir comida viva.

Com isso, tentou improvisar com ração em pó e, claro, toda a ninhada morreu de fome, sumiu do aquário como se nunca tivesse existido.


Neste ponto, o criador começa a trocar informações sobre suas falhas com outros criadores, e finalmente acerta uma forma de manejo para obtenção de alevinos.


Ele consegue pegar alguns juvenis depois de algumas semanas, depois os leva para a fase adulta.


Ele finalmente acerta a mão e começa o processo de criar os bettas normalmente.


Claro, isso não imuniza o criador contra falhas futuras. Isso sempre continuará acontecendo enquanto ele lida com o betta.


A próxima atração no mundo dos bettas é o desejo mais do que natural de desenvolver uma linhagem.


Aqui marcamos o primeiro estágio do caminho evolutivo da criação de betta: o desejo de obter bettas belos e replicáveis – bettas de linhagem!


Mas qual linhagem desenvolver?


São tantas, cada uma mais linda que a outra, joias diferentes, verdadeiras, sem saber qual desenvolver. Em geral, o aquarista quer todos!


Em seguida, cruza todos entre si, juntando as cores e formas de cada um para obter algo diferente (uma suposta nova linhagem).


Mas o que acontece?


Ele só pega bettas de pouca beleza, muito abaixo do que esperava. Resultados muito decepcionantes: bettas comuns.


A partir daí, o criador chega a uma encruzilhada decisiva: ou desiste ou continua.


Agora ele tem incontáveis bettas – mais de uma centena deles! -ele não sabe o que fazer com eles e decide vendê-los.


Ele vende aos incautos que se trata de uma nova linhagem, inventando um nome para o que está vendendo: dragão azul PK DT full mask vermelho amarelo mármore. Isso na primeira cobertura, na geração F1.


Em F2, eles são chamados de cauda dupla preta mármore rosa sem máscara azul esverdeado.


Ele também nota que, comparando os resultados obtidos nas duas gerações, não há semelhança entre elas.


O criador continua com esse trabalho de comercialização - a nosso ver impróprio e antiético - produzindo apenas bettas sem nenhuma qualidade genética, alguns até lindos, mas de forma impossível desenvolver um belo trabalho com técnicas de criação seletiva, marcamos a segunda etapa do caminho evolutivo: o criador decide continuar, persistir, mesmo enfrentando esses problemas. Ele recomeça do zero.


O conteúdo a seguir marca o terceiro estágio desse caminho evolutivo quando concluído.


Veja lá...


E é justamente aqui que iniciamos nossa estratégia.


Estratégia para desenvolver bettas com genética superior: fundamentos

Tem como objetivo desenvolver bettas com qualidade genética. Como melhorar o esquadrão betta?


Resumimos aqui as principais frentes de trabalho. Veja e participe!




• Estudo da genética betta: informação, prática e trabalho consistente.


• Plataforma de registro de Bettas: padronização e controle de bettas, ninhadas e sua genética.


• Troca de informações entre criadores: trabalho conjunto, seriedade e reputação.


• Exposições técnicas e especializadas de betta: ênfase técnica, voltada para criadores e público em geral;


• Treinamento para juízes de shows de betta: desenvolvimento de um método consistente e assertivo que possa ser aplicado no julgamento de qualquer betta.


• Criação de associações de criadores: promoção e manutenção da cultura de bettas genéticos superiores e apresentação de trabalhos novos e estabelecidos.


A little more detail:


Estudo da genética do betta


É um conhecimento essencial para a aplicação do melhoramento seletivo. Sem isso nada acontece: travessias lançadas ao acaso e sem fundamentação teórica.


Plataforma de cadastro e consulta de bettas


Com base no conhecimento e na prática da criação seletiva visando linhagens, promovendo bettas de qualidade, os criadores precisarão trocar e ter informações sobre os espécimes que estão trocando e reproduzindo.


Esses registros devem ser padronizados. Somente por meio de um sistema informatizado isso pode ser materializado e utilizado de forma consciente entre a população de criadores.


Troca de informações entre criadores


O desenvolvimento de novas cepas muitas vezes requer trabalho em equipe, onde diferentes criadores trabalham juntos para um objetivo comum, uma nova cepa ou a obtenção de uma cepa já estabelecida.


As duas frentes anteriores apoiam essa atividade.


Exposições especializadas com ênfase técnica e formação de juízes


A cultura de bettas com genética superior torna-se popular entre criadores e entusiastas, tornando-se algo palatável e necessário para a continuidade do hobby, promovendo exposições técnicas que difundem a cultura da criação seletiva de bettas.


O mundo dos bettas ganha notoriedade e as matrizes aos poucos começam a ter maior valor comercial.


Associações de criadores de bettas


Envolvidos pelo desejo de replicar bettas de qualidade, trabalhar visando linhagens novas ou já estabelecidas, os criadores se unem em prol de um objetivo comum.


Se você se identifica com esse material, conheça nossos artigos e cursos!


Sucesso com seus bettas!

Equipe Betta Project

Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page